Passo a passo: como abrir uma loja virtual

Home / Estratégia para Ecommerce / Começar Loja Virtual / Passo a passo: como abrir uma loja virtual

Passo a passo: como abrir uma loja virtual

De todos os lados, chegam informações sobre o avanço do comércio eletrônico e isso faz com que muitas pessoas cogitem a possibilidade de abrir uma loja virtual. Mas se você deseja construir um e-commerce promissor, precisa dar atenção à base desse processo.

Por isso, preparamos este post para ajudá-lo a ficar por dentro do assunto. Confira o passo a passo e descubra o que fazer!

1. Defina bem o produto

Antes de gastar energia com a escolha da plataforma, você deve estabelecer o que, exatamente, oferecerá ao seu cliente. Afinal, os empreendedores que pecam nesse quesito perdem a chance de vender mais.

2. Mire nas pessoas certas

OK, você já sabe o que vai vender, então, esse é o momento de colocar cada coisa em seu lugar.

  • Quem faz parte do público-alvo?
  • Qual é a idade?
  • O que essas pessoas costumam buscar?
  • Qual é o seu diferencial competitivo?

Enfim, essas perguntas ajudarão você a construir as suas estratégias.

Entenda o seguinte: a Internet não nos limita geograficamente, mas é preciso delimitar o seu espaço na rede, a fim de encontrar o perfil ideal de compradores.

Sair atirando para todos os lados não é a melhor forma de ganhar autoridade no segmento em que deseja atuar.

 

Veja também:

3. Pesquise a documentação antes abrir uma loja virtual

É preciso CNPJ? Depende do seu foco, mas se você quiser dar uma “cara” profissional ao seu negócio, é ideal tirar o documento.

Conforme o porte da sua loja virtual, é possível ter o suporte do Microempreendedor Individual, que oferece a regularização sem muitas burocracias. Entretanto, o faturamento de sua empresa fica limitado a R$ 60 mil por ano.

Mas também há a opção de oficializar a sua atividade pelo procedimento convencional, em uma junta comercial. Nesse modelo, você também recebe o seu registro.

Em seguida, a inscrição estadual é fornecida a partir da apresentação do contrato social e de outros documentos.

O CNPJ é importante para que você consiga emitir notas fiscais e não tenha problemas com a Receita Federal. Portanto, converse com um contador para obter mais detalhes.

4. Escolha a plataforma

Caso o objetivo seja economizar, as lojas alugadas ou SaaS (Software as a Service) cumprem bem o papel de oferecer uma plataforma integrada, de acordo com as exigências atuais. Nesse modelo, as suas ações são limitadas, ou seja, não dá para modificar o design  e você escolhe o plano compatível com o seu orçamento.

Os marketplaces, shoppings virtuais ou loja dentro de loja também entram nessa lista de alternativas. Em geral, as plataformas que disponibilizam esse tipo de serviço cobram uma taxa de comissão para cada produto vendido. Grandes investimentos não são necessários para ver o seu e-commerce funcionando.

Mas também é o possível contar com os modelos de código aberto e licença de software. Em ambos os casos, a vantagem está no fato de a loja poder ficar do seu jeito, permitindo edições.

No primeiro exemplo, o código para a estruturação pode ser baixado gratuitamente. Entretanto, você precisará de profissionais especializados para realizar os ajustes.

No segundo, você tem direito à licença do software e o código é seu. Contudo, essa alternativa é mais indicada para os grandes negócios, pois demanda mão de obra e investimento alto.

 

Veja também: 

5. Dê atenção à segurança

A evolução do comércio eletrônico é notável, mas muitas pessoas ainda demonstram cautela ao realizarem compras online.

Para tranquilizar o seu público, invista em certificações de segurança. Elas existem para preservar os dados de seus clientes e a sua loja virtual. Mostre ao consumidor a sua preocupação com a proteção das informações e confira se isso já vem integrado ao e-commerce alugado.

Abrir uma loja virtual demanda uma série de cuidados: não basta cadastrar os produtos e esperar as vendas. Tudo deve ser bem projetado desde o início, por isso, dê uma atenção especial a essas fases para não voltar à estaca zero!

Agora que você já conhece as principais etapas para abrir uma loja virtual,  que tal contar o que achou das dicas? Então deixe o seu comentário no post!

 

Veja também:

abrir uma loja virtual vantagens

Vantagens de Abrir uma Loja Virtual

Recommended Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search

6 métricas de ecommercecredibilidade da loja virtual