Frete para e-commerce: o que fazer com o fim do e-Sedex?

Home / Operação / Logística / Frete para e-commerce: o que fazer com o fim do e-Sedex?

Frete para e-commerce: o que fazer com o fim do e-Sedex?

Com o fim do e-sedex as empresas que atuam na internet terão que rever suas estratégias para se manterem competitivas. O serviço, que era exclusivo para o comércio virtual, afetava positivamente os negócios virtuais, uma vez que era uma alternativa mais em conta para os consumidores.

Seu fim obrigou as empresas a buscar alternativas para que valores mais elevados não sejam repassados aos consumidores. Vamos conhecê-las?

Como funcionava o e-sedex?

O e-sedex tinha como diferencial o prazo reduzido do Sedex pelo preço do PAC. Lançado em 2000 o serviço era destinado apenas a e-commerces e marketplaces, podendo ser acessível somente a pessoas jurídicas. Também contava com a opção de rastreio total dos itens enviados, bem como a possibilidade de até três tentativas de entrega.

O prazo de entrega era de 3 a 5 dias úteis e o preço era calculado conforme o peso, dimensões e localidade.

Veja também:

6 métricas de ecommerce

6 métricas do Ecommerce para fica de olho

Quais os impactos com o fim do e-sedex?

Apesar de corresponder a 30% do faturamento das agências dos Correios (Segundo a Associação Brasileira de Franquias Postais — Abrapost), o serviço foi cancelado. A justificativa foi o rombo de 2,1 bilhões de reais nos últimos anos.

Com o fim do e-sedex, uma opção rápida e barata para os negócios virtuais, é praticamente inevitável que o e-commerce ou consumidor tenha que arcar com mais custos referentes à entrega. O que pode refletir na queda das compras, principalmente aquelas que não se mostrarem atrativas por conta do alto valor do frete.

Outro ponto está em encontrar alternativas que apresentem valores e prazos atrativos.

Veja também:

5 dicas para calcular o frete da sua loja virtual

5 dias para calcular o frete da sua loja virtual

Quais as possibilidades que restaram?

Basicamente os Correios ainda trabalham com o PAC e o Sedex:

PAC

É a encomenda econômica oferecida pelos Correios, sendo direcionada somente para o envio de produtos.

Sedex

É a encomenda rápida dos Correios, direcionada tanto para produtos como documentos.

Em ambos os casos, os prazos são variáveis, conforme a localidade de origem e destino, peso e dimensões.

Sedex hoje

As entregas são efetuadas no mesmo dia em que foram postadas, desde que sejam feitas até às 13 horas de um dia útil. Esse tipo de entrega é restrito a algumas localidades e destinadas tanto a pessoas físicas quanto jurídicas.

Sedex 10

As encomendas são entregues até às 10 horas do dia útil seguinte. Também há restrições quanto à localidade, contudo há indenização automática.

Sedex 12

Funciona assim como Sedex 10, porém a entrega de produtos ou documentados devem ser entregue até às 12 horas do dia seguinte ao da postagem.

Sedex a cobrar

Destinado somente a pessoas jurídicas, o Sedex a cobrar é pago pelo remetente no momento da entrega do produto. O valor da postagem é pré-definido e geralmente o remetente deve se deslocar a uma agência dos Correios para a retirada.

Com o fim do e-sedex, as transportadoras também se mostraram uma boa opção para os e-commerces. Vale ressaltar que também serão necessárias mudanças e adaptações para diminuir o impacto, mas que nem sempre representam o fim do negócio.

Gostou do que leu? Aproveite para entrar em contato conosco e veja como nossa proposta pode te ajudar.

Veja também:

lucro do e commerce

Lucro do ecommerce: 5 fatos que você precisa conhecer

Equipe Portal do Ecommerce
Equipe Portal do Ecommerce
A Equipe do Portal do Ecommerce é formada por especialistas em estratégias digitais, marketing, vendas e conteúdo.
Recommended Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search

otimizou seu site para acesso mobileembalagens para ecommerce