O que publicar no Facebook da minha loja virtual?

Home / Marketing / Mídias Sociais / O que publicar no Facebook da minha loja virtual?

O que publicar no Facebook da minha loja virtual?

Como consultor de e-commerce já ouvi milhares de vezes essa pergunta: o que publicar no Facebook da loja virtual? É fácil entender o porque dessa pergunta, não acha?

O motivo inicial das pessoas não saberem o que publicar em suas paginas além de seus produtos e anúncios, é por estarem viciadas a modelos antigos de divulgação. O marketing surgiu com a seguinte premissa: tenho o produto X, compre, agora!, fim.

Isso é pautado em um processo linear e em um sistema que não recebe nenhuma influência do mundo além dele mesmo. Se você vivesse na era pré-internet um anúncio apenas dizendo seu produto e preço poderia render bem. Porém, com todo acesso facilitado a qualquer tipo de informação imaginável, isso vai te render mais custo do que venda.

 

Veja também:

Quebra de paradigma

O Facebook nasceu como uma rede social e permanece assim até hoje. Independente se ele abriu e desenvolveu diversas opções para anunciar, ele é e continuará sendo uma rede social. Ninguém acessa o Facebook como quem abria uma páginas amarelas. Ninguém abre o aplicativo pensando: “que legal, quero ser bombardeado por anúncio”.

Pelo contrário, os índices de rejeição aos anúncios antigos, aqueles que apenas gritam seus produtos sem saber quem é o público, estão cada vez maiores. Pessoas não querem ser tratadas como número de audiência, não querem ser apenas mais um que visualizou seu anúncio sem pedir por isso. Na verdade eles nem querem ver seu anúncio!

O paradigma que precisa ser quebrado é o de criar anúncios com preços, ofertas e saldões e aguardar o clamor social. Não vai ter chuva de vendas por ter feito nada mais do que aquilo que todos fazem e já fizeram.

Quer resultados diferentes, faça diferente! É simples!

Um adendo! Não estou dizendo para não fazer anúncios com preços e promoções, mas dois pontos são vitais: saiba quando fazer e para quem fazer. Respeitando esses dois pontos você já estará saindo do lugar comum: vou gritar para todos e quem comprar, comprou.

 

Veja também: 

Entender o público

O primeiro passo para saber o que colocar no Facebook da loja virtual é: quem é seu público no momento que vai comprar de você? Pensar além de quem é apenas o seu público, mas pensar: quem é ele no momento em que vai comprar de você ou no momento em que você pode ser útil para ele?

Por exemplo, você pode estar vendendo sapatos infantis ou cerveja artesanal e o público pode ser o mesmo. Adultos, com idade entre 30 e 40 anos. Porém, o momento em que vão comprar seu produto é extremamente diferente. Isso se deve a aplicação fim diferente dos produtos. Acredito que esse exemplo fique bem claro. É fácil perceber que não se deve dar cerveja artesanal para crianças ou sapatos infantis para adultos.

 

Veja também:

Comportamento diferentes, mesmas pessoas

Não é possível encaixarmos pessoas dentro de moldes rígidos e intransponíveis. Vivemos no mundo da globalização, no mundo da conexão.

Pensar que quem gosta de futebol são apenas homens ou que cozinha é lugar de mulher, são pensamentos equivalentes a você pensar que seu publico será sempre o mesmo em todos os momentos.

No momento de comprar algo para o filho, os pais estarão agindo e pensando de determinada forma. Logo, algumas ações surtirão mais efeito que outras.

Essas mesmas pessoas no momento de comprar uma cerveja artesanal para um amigo, estarão com outra intenção e outras ações terão efeitos melhores. Essa diferença terá efeitos no Facebook da loja virtual.

Veja também:

pixel de conversao

Pixel de conversão do Facebook Ads: saiba o que é e como pode ajudar o seu e-commerce

Aplicando no Facebook da Loja Virtual

Aplicando isso na sua empresa, pense a respeito dos seguintes aspectos:

  • qual produto você vende?
  • qual o comportamento de quem vai comprar no momento da compra?
  • quais reações seu produto gera no consumidor?

Com base nesses aspectos você poderá começar a definir o que deve colocar na página da sua empresa.

Se seu produto gera reações felizes, momentos prazerosos com os amigos, faz com que as pessoas acreditem que o mundo é melhor, sintam que estão ABRINDO A FELICIDADE – sim, a Coca-Cola faz isso.

Considerando que seu produto faz com que as pessoas que o usam se sintam descolados, mais inteligentes e DIFERENTES – sim, a Apple faz isso.

Caso de você venda sapatos de bebê, sua marca estará relacionada a alegria da chegada de um nova criança. Referência a momentos felizes podem encaixar bem com seu público. Relatos de pais e mães sobre a chegada do filho, a emoção que sentiram pode gerar boas conexões com o público. Esses bons sentimentos estarão associadas ao seu produto com o tempo – isso não é igual miojo que faz em 3 minutos.

Se você vende cerveja artesanal, explicar sobre como é o seu processo de produção pode despertar a curiosidade das pessoas. Além disso, dicas de harmonização com os diferentes tipos de cerveja e clima, também podem ser um bom caminho. Imagens de locais agradáveis e tranquilos para fazer um boa degustação também seriam uma boa pedida. Representariam as sensações e reações que o público teria ao consumir sua cerveja.

 

Veja também: 

Curso Mídias Sociais: Como Aproveitar Ao Máximo

Espero que tenha gostado do texto! Comente, curta e compartilhe. Fico à disposição para qualquer dúvida que você tiver 🙂

 

Hawan Moraes
Hawan Moraes
Hawan Moraes é Sócio-Fundador da Simples. Inovação e Modelagem de Negócios, atua com consultoria e empreendedorismo há mais de 5 anos. Atualmente é um dos responsáveis pela criação da estratégia do e-commerce da First Class, segunda maior empresa do Brasil no setor de cama, mesa e banho. Já participou de diversos projetos, de alimentação até projetos artísticos e óleo e gás. Inspirado em Richard Branson (fundador do Virgin Group), está sempre em busca de novos modelos de negócios. Apaixonado por música, filmes e viagens. Viciado em lego e desafios.
Recommended Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search

5-razoes-para-abrir-uma-loja-virtual-simples-inovacao-e-modelagem-de-negociosredes-sociais-para-loja-virtual