5 dicas para calcular o frete da sua loja virtual

Home / Operação / Logística / 5 dicas para calcular o frete da sua loja virtual

5 dicas para calcular o frete da sua loja virtual

O 36º Relatório Webshoppers do Ebit mostrou que, no primeiro semestre de 2017, o total de fretes pagos pelos consumidores de e-commerce chegou a R$1,03 bilhão. O valor médio foi de R$29,93 por entrega. Os números são um indicativo de que calcular o frete da loja virtual é indispensável para obter bons rendimentos.

Nesse meio, é essencial entender que cada pedido possui especificações, as quais devem ser levadas em consideração para que o cálculo esteja de acordo com a realidade da empresa. Pensando nisso, vamos apresentar a você 5 dicas para calcular o frete da sua loja virtual. Saiba mais!

1. Escolha um serviço de logística

Há, basicamente, duas opções disponíveis: Correios e transportadoras. As características do produto é que vão determinar qual escolher, daí a importância de manter parcerias com essas organizações. Afinal, há situações em que é possível oferecer o serviço por um preço mais em conta.

Além disso, existe a possibilidade de usar a automação para cálculos e acompanhamento do pedido, por exemplo. É um grande diferencial dispor de uma ferramenta que faça contas com agilidade e disponibilize resultados aos clientes juntamente com informações como prazo de entrega e cobrança adicional de seguro.

2. Entenda sua margem de lucro

Para definir como será cobrado o frete e saber se será possível absorver parte do valor (ou repassar o total para os clientes), é importante avaliar a margem de lucro dos produtos. Itens caros, que rendem mais, e de alto valor agregado permitem incorporar o custo de envio no seu preço. Já com mercadorias baratas, isso não acontece.

Nesse sentido, além da margem de lucro, é essencial conhecer os produtos a fundo: mantenha características básicas, como peso e dimensões, organizadas em um banco de dados.

Veja também:

confira-os-10-produtos-mais-vendidos-na-internet

Os 10 produtos mais vendidos no Varejo Online!

3. Avalie o valor do ticket médio

Você pode estabelecer um valor de frete que o e-commerce terá de arcar (se for essa a opção), de acordo com o seu ticket médio. Os gastos dos clientes podem interferir nesse percentual, partindo da premissa de que ele é um fator que pode levar, ou não, à compra.

Se o vendedor arca com uma fatia, o valor mais em conta pode ser um diferencial. É certo que o negócio não pode comprometer a sua lucratividade, e, por isso, é importante estabelecer as condições para assumir o frete ou parte dele.

4. Ofereça uma ferramenta de cálculo

Os valores variam conforme a localidade, o peso e as dimensões do produto. Outra variável indispensável é o CEP de destino. Os Correios, por exemplo, já possuem uma ferramenta automatizada, valendo-se de uma tabela predefinida.

Esse cálculo deve ser apresentado para o comprador de maneira automática. Dessa forma, o sistema utilizado vai calcular o frete de acordo com as características do produto e do local.

5. Torne o frete mais atraente para o consumidor

Algumas técnicas permitem oferecer um valor mais em conta no frete para aumentar o interesse dos compradores. Vamos aos principais pontos:

Custo real

Trata-se da alternativa mais simples, pois, no e-commerce, o frete cobrado do cliente envolve os custos tabelados da transportadora ou dos Correios e os de pessoal e embalagem.

Frete grátis ou com desconto para produtos mais caros

Para fazer isso, é necessário conhecer a margem de lucro. Se ela for superior ao valor do frete e, ainda assim, garantir lucratividade, o e-commerce pode oferecer gratuidade e descontos. Essa é uma maneira de aumentar o ticket médio, diminuir a taxa de abandono e potencializar as indicações de seus consumidores.

Essa tática também pode ser pensada para o envio realizado a regiões específicas, porém, vai depender da localização do cliente e também de uma pesquisa sobre locais com menor custo de envio.

Ações promocionais

Promoções de descontos ou frete gratuito são interessantes, em especial nos períodos de baixa demanda. Esse tipo de estratégia pode explorar compras de mais de um produto, valores diferenciados, itens específicos e até mesmo retiradas na loja física. Vale ressaltar que, para o cálculo do frete, nesse contexto, também deve-se manter a lucratividade para dar sustentação ao negócio.

Resolvemos suas dúvidas sobre como calcular o frete da loja virtual? Aproveite e deixe um comentário com sua opinião aqui no post: assim, o Portal do E-commerce pode trazer mais conteúdo interessante para você!

Veja também:

política de troca

Como fazer a Política de Troca e Devolução na sua loja virtual

Equipe Portal do Ecommerce
Equipe Portal do Ecommerce
A Equipe do Portal do Ecommerce é formada por especialistas em estratégias digitais, marketing, vendas e conteúdo.
Recommended Posts

Leave a Comment

Start typing and press Enter to search

desconfiança do consumidorconfira-os-10-produtos-mais-vendidos-na-internet